quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Quando o Amor fala mais alto

Não vos abandonei, mas na verdade este mês foi muito difícil para mim de gerir, não por questões de saúde (nesse campo a minha vesícula está-se a portar lindamente), mas a título pessoal.

Quando não estamos bem e precisamos desabafar, a partir do momento em que o blog se torna conhecido por amigos, há assuntos da vida familiar de cada um que têm de ficar entre 4 paredes (neste aspecto confesso que sinto saudades da liberdade de escrita quando era 100% anónima LOL). De facto não andei bem e tinha a cabeça cheia de problemas, daqueles em que nos apetece gritar ao mundo STOP THE WORLD I WANT TO GET OUT! Infelizmente não podemos e as coisas têm de se resolver, de uma forma ou de outra.

Hoje consigo escrever-vos porque há sempre uma luz ao fundo do túnel; há sempre uma esperança e acima de tudo, há um Amor muito maior do que eu poderia imaginar. Todos nós sabemos que gostamos/amamos mas é muito difícil quantificar esse sentimento, mas há situações que nos permitem avaliar o QUANTO amamos alguém.

Lamechices à parte, o meu tempo tem sido pouco para tudo o que tenho de fazer! Comecei no mês passado uma formação de informática que estou a adorar, e o tempo em que não estou em aulas tenho tentado conciliar com o trabalho diário e a prática do que vou aprendendo. Setembro foi também mês de ter a minha mãe connosco, que apesar de não nos condicionar em termos de convívio social, há sempre uma preocupação em fazer-lhe companhia nos serões e fins-de-semana.

Falando em comidas, desde Julho voltei a trazer marmita para o trabalho como já vos tinha dito (é uma poupança no orçamento familiar isto de trazer almoço; não poder beber pingos nem cafés LOL). O senão é uma preocupação redobrada ao jantar, que tento sempre fazer a mais para deixar para o dia seguinte mas por vezes há comidas que não dão para aquecer. A minha crise de vesícula provocou uma mudança qualquer no meu organismo, pelo que tenho comido de tudo (hidratos também) e não tenho engordado; até tenho feito mais vezes massa; arroz; grão etc. e continuo nos 50kg. O mau disto tudo é que estou proibida de comer verdes (quanto mais escuros, pior), nomeadamente grelos, nabiças, couve-galega, lombarda, penca, etc. Há cerca de duas semanas sentia-me melhor, e fiz lombo assado no forno com batata assada e nabiças salteadas em azeite e alho, como me sentia bem achei que ‘só um bocadinho’ de nabiças não me ia fazer mal… ENGANO meu, nos dois dias que se seguiram estive completamente enjoada e cheia de dores de cabeça. Depois ouvi (e calei LOLOL) do Principesco: ‘Eu disse-te que isso era PROIBIDO!!!!

Posto isto, voltei para vos dizer Olá e que não desisti!

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Casa cheia, coração CHEIO

Quando há para 10, chega para 14! 

Bolo de claras
Adoro casa cheia, sempre o disse e espero continuar a gostar por muitos anos. Ontem fizemos um almoço de família (eramos 10) e o lanche ajantarado estava incluído. No fim do almoço tivemos a deliciosa companhia de uns amigos que acabaram por aceitar o convite e ficaram também para lanchar.

Ao almoço servimos queijos, azeitonas, paté e pão como entrada, e depois seguiram-se uma Tripas à Moda do Porto. De sobremesa fiz leite-creme e a sogrinha levou mousse de chocolate, melão e ananás. Para o lanche não tinha preparado nada de especial, porque também sei que a sogrinha leva sempre croissants e bola de carne. De tarde aproveitei para fazer um bolo de claras; preparei uma canja e os nossos amigos foram à socapa comprar mais um bolo de chocolate, palmiers, paio, presunto e patê. Posto isto, tínhamos mesa farta! Foi muito bom, comeu-se de tudo e eu ainda piquei umas tripinhas (LOL, adoroooooooooo); beberam-se muitas minis; chás, sumos; etc. E assim se passou um fim-de-tarde de domingo à volta da mesa, a contar histórias e a falarmos da vida!

Errei aqui um passo na preparação, mas o que é certo é que só tenho isto lá em casa :)

Como eu gosto destes Domingos!


Sábado andamos de um lado para o outro com o NOS Em D’Bandada, mas o que mais gostei foi o concerto do Miguel Araújo nos Aliados. Queria muito ter visto a Carminho no Coliseu, mas chegamos precisamente na hora em que anunciaram lotação esgotada (sendo que parte do nosso grupo estava sentado lá dentro e eram visíveis muitos lugares disponíveis, vá-se lá perceber). 

NOS E D'Bandada
NOS Em D'Bandada Jorge Palma no Eléctrico

NOS Em D'Bandada Jorge Palma no Eléctrico
NOS Em D'Bandada Benjamim na Igreja de Stº Ildefonso

NOS Em D'Bandada Miguel Araújo nos Aliados


quinta-feira, 10 de setembro de 2015

O PÁTIO DAS CANTIGAS, qualquer semelhança com o original é pura coincidência!

Ontem à noite eu e o principesco decidimos ir cinema, uma coisa decidida em cima do joelho que nos levou a escolher o Dolce Vita e veríamos o que lá tivesse em cartaz. Optamos pelo Pátio das Cantigas na sessão das 20h00.

Imagem daqui
O que posso eu dizer? O filme é realizado por Leonel Vieira e tem um elenco deveras interessante; é gravado em Lisboa (na Vila Berta) mas não pode de maneira alguma ser comparado com o clássico de 1942! A nova versão do Pátio das Cantigas é uma versão muito exagerada do quotidiano bairrista, carregado de humor com base em diálogos pouco inteligentes e conversas fáceis. Imaginar que daqui a 70 anos este filme pode representar a nossa sociedade envergonha-me. Em termos de realização há passagens temporais sem qualquer referência notória, que nos deixam com a sensação que se perdeu alguma coisa pelo caminho. Mas isto sou eu, que não sou crítica de coisa nenhuma e escrevo-vos apenas com fundamento na minha pouca experiência pessoal.


O melhor da noite foi ter jantado no Conga e ter comido duas belas bifanas (a vesícula portou-se bem e não me importunou LOL).


COMIDAS, POR CÁ E POR LÁ

Por esta altura ainda estamos naquele intermédio entre férias e regresso à vida normal e confesso que me custou voltar a cozinhar diariamente, apesar de gostar de o fazer, mas há dias em que os cheiros da cozinha me incomodam; há dias que vou para casa cheia de fome, preparo o jantar e quando chega à hora da refeição só a ideia de comer me agonia. De qualquer das formas fui ao médico na semana passada e a minha vesícula está melhor (ao toque, porque para mim não esteve muito diferente LOLOL); mudou-me a medicação e aumentou-me as doses durante 15 dias o que fez com que esta semana estivesse melhor, em relação ao peso disse-me que depois eu começava a ganhar peso, para não me preocupar (a balança hoje marcava 49,600Kg mas ás vezes sobe até aos 50,200kg)

Nas férias fazíamos refeições leves ao almoço por isso o jantar incluía sempre hidratos (arroz, batata ou massa), este mês como temos a minha mãe em nossa casa faço sempre hidratos à noite e quem quer come, quem não quer acompanha só com salada ou legumes (a sopa continua sempre a servida em primeiro lugar).

Em relação a mim, o pequeno-almoço mantém-se com o pão do costume e chá preto; ao almoço tenho trazido sopa e conduto se for uma refeição leve, se for algo mais pesado trago só conduto; o lanche mantém-se e ao jantar vou variando, por exemplo, há dias que me apetece imenso sopa, há outros que nem vê-la; há refeições que acompanho com legumes e batata (ou massa, arroz, o que for) há outras que só com legumes e salada, depende. Mas a verdade é que isto da vesícula acabou por alterar as minhas refeições e podem não acreditar mas quando estou enjoada, batata cozida é algo que me sabe muito bem, vá-se lá perceber! Ah, e minis então nem se fala… Se houve algo que me soube lindamente e como nunca durante as férias foram as cervejas geladas que bebi (tantas, mas tantas ihihihihihih). Simmmmmmm, paguei a ‘fatura’ logo nos 2 primeiros dias de regresso ao trabalho, estive mesmo a ‘morrer’…

O que fazer para jantar continua a ser o meu maior ‘drama’ todos os dias…

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

TEMPO

Que tempo este tristonho, odeio chuva! Por acaso não sou daquelas pessoas que odeiam o Inverno, mas a chuva é do que menos gosto. Adoro ficar em casa naqueles dias gelados, enroscadinha no sofá com uma manta, a beber chá quentinho e ver um filme da treta; adoro fazer jantares a dois sentadinhos no chão da sala comer petiscos ou sushi acompanhados de um bom copo de vinho ou chá; adoro as roupas de Inverno, as botas de cano alto, as golas e as luvas, enfim, uma panóplia de coisas que associo ao Inverno e que gosto. Contudo, Setembro ainda não é sinónimo de tempo como este, por isso sinto-me meia perdida com o que vestir, o que calçar, etc. Ommmmmmmm

Por outro lado, SETEMBRO é sinónimo de DESPESAS escolares em grande, o que rebenta com a carteira de qualquer um. No ano passado os livros da princesa mais velha foram todos revistos pelas editoras para contemplarem as metas curriculares introduzidas pelo Ministério da Educação e Ciência, daí não termos conseguido nenhum manual nos bancos de livros. Este ano aconteceu exactamente a mesma coisa, por sorte os livros da mais velha passaram para a mais nova no ano passado e este ano idem (andam na mesma escola, por isso a lista é a mesma, felizmente). No meu tempo, quando os livros escolares me chegavam às mãos já tinham anos de uso (vinham de primos, filhos de amigos ou até mesmo da escola uma vez que a minha mãe era Auxiliar da Acção Educativa). Agora os livros não servem para nada uma vez que as revisões acontecem de quatro em quatro anos nos 1.° e 2.° ciclos do ensino básico e de três em três anos no 3.° ciclo do ensino básico e no ensino secundário (isto se não justificarem alterações antecipadas), enfim, UM ROUBO.

Agora se começarmos a juntar a estas despesas roupas de Inverno, está o caldo entornado e quando estivermos quase, quase a recuperar da carteira estamos no Natal! AHAHAHAHAHAH

É melhor não pensar mais!

QUEROVOLTARPARAAQUIdiariodeumateresaroquetefotos



quinta-feira, 3 de setembro de 2015

VOLTEI

odiariodeumateresaroquetteferias2015praiadaamoreira
Olá, já tinham saudades minhas? Hum...

É verdade, o que é bom acaba depressa mas curiosamente apesar de só ter estado 2 semanas (e um dia) de férias, não posso dizer que passou a correr! Os dias foram enormes, calmos, e as horas passaram devagarinho o que é bom! 
odiariodeumateresaroquetteferias2015praiadaamoreira
odiariodeumateresaroquetteferias2015praiavaledoshomens
Na primeira semana de férias fui sozinha com o Principesco para o Sudoeste Alentejano, mais concretamente para Zambujeira do Mar. Quando chegamos, chuviscava por isso só deu para nos ambientarmos e acomodarmos, não nos foi possível ir à praia. Depois durante a semana tivemos muitos dias de sol; fomos até ao Algarve ter com uns amigos e fomos alternando as nossas idas à praia entre o ‘Vale dos Homens’ e a ‘Praia da Amoreira’.

Escusado será dizer que adoro o Alentejo pela transparência da água; pelo sossego das praias; pelo pão e restantes iguarias. Falando em iguarias finalmente provei caracóis (provei e gostei) e deliciei-me com ameijoas à Bolhão Pato; percebes; gambas fritas; açorda de gambas; arroz de polvo; feijoada de chocos; salada de polvo, etc. A única coisa que me matou por assim dizer foram umas gambas cozidas QUENTES!!!!!!!!!!!!! Tão cedo não vou ser capaz de comer camarão cozido à conta de ter experimentado isto… Fiquei tão mal que tivemos de cancelar um pedido de sapateira, um verdadeiro desperdício!
odiariodeumateresaroquetteferias2015proveiegostei

odiariodeumateresaroquetteferias2015iguarias

Amanhã conto-vos a segunda semana a quatro e um fim-de-semana extenso e bommmm no Gerês, a 10 (às vezes 11!


Relativamente ao peso, comi e bebi como ‘gente grande’, de tudo e muito mas não engordei nada, cheguei com 50,20kg e já baixei para os 49,4kg. Nas férias andei quase sempre bem, só estive mal esta segunda à noite, terça e quarta. Hoje estou ligeiramente melhor, graças a Deus! De tarde tenho consulta e se confessar a quantidade de álcool que ingeri vou levar nas orelhas… UPS… 

sábado, 15 de agosto de 2015

OFICIALMENTE ENCERRADO PARA... FÉRIAS!

Estava difícil este dia chegar mas posso dizer que estou oficialmente de férias! Não temos tudo planeado, ou quase nada melhor dizendo, mas vamos indo um dia de cada vez, para onde o vento nos levar!

Prometo voltar com as energias renovadas e cheia de coisas giras para partilhar!

Fiquem bem e até Setembro.


* (se entretanto se justificar, passo aqui a partilhar coisas boas durante as férias!!!)


terça-feira, 11 de agosto de 2015

PENSARAM QUE EU TINHA IDO DE FÉRIAS? WRONG :)

A bem da verdade andei afastada mas não porque estive de férias. Estas últimas semanas não foram fáceis e a minha vesícula tem tido alguma dificuldade em me dar tréguas, por isso vou tendo uns dias melhores que outros mas sem chegar ao ponto de me sentir BEM!

Na semana passada tive um episódio surreal, talvez o mais surreal por que já passei até hoje e vi literalmente a minha vida andar para trás. Foi ‘apenas’ uma dor de cabeça mas eu pensei que ia ter um AVC ou algo do género… Não era, graças a Deus, foi uma crise de tensão muscular que começou com uma dor na nuca diabólica e depois alastrou para o maxilar tendo mesmo ficado preso/dormente… A médica diz que entrei em pânico e não ajudou (tensão muscular + ataque de pânico, o 1º da minha vida!) Hello… eu já vi muita coisa mas daí a uma dor de cabeça tão súbita, ser nervos/tensão muscular, nunca ninguém me tinha ensinado. Tomei umas drogas e acabei por ficar em casa 4º; 5ª e 6ª a descansar.

Ontem regressei ao trabalho e faltam-me apenas mais 3 dias para eu entrar de férias (sábado, please come fast). Agora perguntam-me porque razão não escrevi? Porque me faltou a vontade; faltou-me o conteúdo; só me apetecia não pensar em nada e ficar sugadita, sugadita, sem tablet nem telefone, longe das tecnologias e vegetar. Fizeram-me bem estes dias que passaram mas espero sinceramente que as ditas férias me façam melhor ainda!

Em relação a comidas, fora as inibições (por causa da vesícula), tenho trazido sempre almoço reforçado (sopa e prato principal). Por exemplo, hoje trouxe uma posta de pescada com batata cozida e legumes (cenoura e couve coração) e ainda um bocadinho de migas. Outra coisa que me tem apetecido é massa, pelo que se pudesse comia massa com tomate e manjericão a todas as refeições.

Imagem daqui
Também tenho reforçado a sopa com massinhas e os jantares com alguns hidratos mas tento cozinhar sempre da forma mais saudável (evitando sobretudos as gorduras; natas e queijo, que no caso das massas faz falta…). Contudo ainda não recuperei o peso, por isso tenho oscilado entre os 49,600kg e os 49,900kg. Confesso que estou um bocadinho cansada de ouvir a malta lá de casa dizer-me que estou sem rabo (obrigadinha, tá??????????). Mas siga, passemos à frente LOL.

E agora o que realmente importa é que o blog vai mesmo entrar de férias, salvo algum dia que tenha alguma coisa e tempo para partilhar, combinado? Faço intenções de passear, descansar, não sei ainda se por terras Alentejanas ou se mais aqui para o Norte, logo decidimos que rumo tomar.


Até sexta ainda dou notícias! Beijos e abreijos para vocês <3

sexta-feira, 31 de julho de 2015

DIA DA AMIZADE

Ontem, dia 20 de Julho, foi o ‘Dia da Amizade’. Vi o Facebook inundado de posts; imagens; declarações a amigos com frases de autores; uma panóplia de declarações como nunca visto.

No meu tempo não era assim, escrevíamos cartas às nossas melhores amigas, apesar de estarmos com elas todos os dias e para mim, uma MELHOR AMIGA era quanto bastasse. As outras eram minhas colegas de escola e para ser sincera, tanto se me faziam. Pelo menos foi assim até ao 9.º ano e a partir do 10.º mudou, éramos uma turma pequena, arranjei uma nova ‘melhor amiga’ mas conseguia gostar muito das outras, ao ponto de ainda hoje sermos amigas e nos encontrarmos de quando em quando (nem que seja de 2 em dois anos ou mais).

A escola terminou, tive alguns trabalhos até ao dia que entrei no meu local de trabalho em Abril de 1996. Foram dias de muito trabalho, meses, anos, e as minhas colegas de trabalho tinham sido minhas colegas de escola, de anos diferentes. Eu era a pequenina quando aqui entrei, e elas tratavam-me como a mana mais nova. Sempre tive tendência para ser mais próxima de uma delas, conseguia conversar e desabafar, aconselhar-me e pensar na vida. Tinha arranjado uma melhor amiga que às vezes me fazia sentir quase como filha, mesmo só sendo mais velha que 13 anos. A nossa amizade cresceu muito, imenso, e até hoje, ela é o meu pilar; o meu ombro onde posso chorar ou sorrir e com ela, tudo é fácil de dizer. Eu também lá estou todos os dias para a ouvir, fazer pensar, aconselhar e tudo e tudo. Por mais estranho que possa parecer, a minha melhor amiga é por acaso minha chefe (detesta que eu diga isso LOL) e ainda hoje tem um espírito super protector em relação a mim.

No dia que acabei por ir ao médico de urgência, ela tinha ficado fechada em casa (na casa de banho) com um voo para apanhar e mesmo sem forças, caminhei até lá à velocidade da luz. Quando me viu obrigou-me a ligar ao Principesco para me ir buscar, e uma hora depois estava no médico.

Agora perguntem-me se lhe dedico posts no Facebook? Se escrevo declarações públicas sobre a nossa amizade? O que importa é que eu sei que ela sabe, o quanto eu a admiro e a valorizo; o quanto eu gosto dela e ela de mim; o quanto nos preocupamos com a saúde uma da outra etc. No nosso local de trabalho todos sabem que somos unha e carne; também sabem que sou o braço direito e o esquerdo como ela diz e há quem me chegue a perguntar se eu não tenho ciúmes da colega A ou B! Até me dá vontade de rir, porque não há colega nenhuma com quem ela possa privar que me cause ciúmes ou coisas do género!

E sou feliz porque tenho uma melhor amiga, mas ao longo destes últimos anos fui encontrado mais uma ou duas pérolas de quem eu gosto tanto, tanto… de coração! Uma pérola que me liga para beber café quando sente que preciso dela (ou quando ela precisa de mim) para partilhar o bom ou o menos bom. Todos temos dias, e é tão bom ter AMIGOS!


Para mim o Dia da Amizade são todos aqueles em que ajudamos os nossos amigos, na hora em que eles precisam. 

quarta-feira, 29 de julho de 2015

VESÍCULA PREGUIÇOSA

Como sabem andei e tenho andado doente, se bem que estou a melhorar, pelo menos a parte dos enjoos melhorou substancialmente. Tenho uma vesícula preguiçosa (Vesícula preguiçosa é a diminuição da capacidade de esvaziamento da vesícula biliar, que tem como consequência problemas no mecanismo de digestão das gorduras pelo organismo.) Resta-me continuar com a medicação e evitar algumas coisas tipo queijo, iogurtes, leite, café, grelos, couve-galega, entre outras que para mim não são problema (fritos e gorduras). Além da medicação trouxe também a recomendação de ir de férias sobretudo para descansar.

Este cuidado redobrado com a alimentação ‘obrigou-me’ a voltar à marmita, pelo que tenho trazido almoço de casa. Chateia-me andar com mais uma mala pendurada ao ombro mas tem de ser. O lado positivo é que vou economizar nas idas ao café, uma vez que não posso tomar café nem pingo! O meu pequeno-almoço continua o mesmo, com a excepção do queijo Philadelphia (troquei pela Becel e muito pouca) e tive de substituir o café por chá preto (felizmente posso beber o meu chá preferido, porque o meu problema não tem a ver com ácidos, etc).


Nem tudo é mau J

segunda-feira, 27 de julho de 2015

QUEREM COMER UM BOM PEIXE?


Imagem daqui

Sexta-feira fomos jantar a um restaurante de que gostamos muito, fica na Afurada e chama-se ‘Taberna do São Pedro’. O forte deste restaurante é o peixe, desde as sardinhas maravilhosas, à dourada escalada, robalo, chocos, lulas, espetadas de lulas com gambas, gambas grelhadas, salmão, bacalhau, entre outros. De carne a opção é muito reduzida mas também servem um costeletão de vitela muito bom. O acompanhamento básico que acompanha praticamente tudo é a batata cozida, salada com pimento assado e pouco mais.

O espaço em si é humilde, os funcionários são sempre muito simpáticos e sente-se sobretudo um ambiente familiar de gente simples, com um dom especial para nos servir um peixe maravilhoso. Boa relação qualidade preço. Recomendo.


Como sabem andei doente do estômago (mas tudo a ser tratado) e nestas alturas apetece-nos comidas mais simples e a mim apetecia-me sobretudo peixe. Posso dizer-vos que aquela refeição me soube a um verdadeiro manjar dos Deuses!

Words

Hoje tenho pouco a escrever, mas o que teria para dizer seria imenso...

sexta-feira, 24 de julho de 2015

FDS / FÉRIAS

Para o fim-de-semana não temos planos, vamos andar ao som do vento, do tempo, das vontades. Hoje já choveu por cá e o tempo para amanhã também se apresenta manhoso.

Não sei se com vocês acontece o mesmo, mas por aqui, neste período que antecede as férias a vontade de fazer ‘coisas’ esmorece. Estamos cansados das rotinas: do trabalho, dos almoços, dos jantares, basicamente de tudo! No escritório costumo sempre fazer uma arrumação geral porque não há sensação melhor que vir de férias e termos um espaço limpo e organizado, para dar início a mais um ano de trabalho. Este ano farei o mesmo mas só em Agosto, na minha última semana de trabalho.

Em relação às férias familiares falhamos porque até agora (por razões várias) não marcamos nada, por isso só me posso limitar a sonhar com os dias de descanso que estão para vir. O meu desejo de férias é:
. calor
. ausência de rotinas e obrigatoriedades
. praias quase desertas
. mar com grande areal que permita grandes caminhadas junto à água e excelentes banhos
. água quente (do mar, claro lol)
. refeições quando calha, onde quisermos e à hora que quisermos
. sentar-me numa esplanada a beber uma cerveja geladinha

Com tudo isto sou uma mulher feliz! Não preciso de luxos, preciso de roupa de cama lavada e um bom chuveiro!


Havemos de descobrir alguma coisa fixe. No ano passado eu e o Principesco estivemos uns dias na Zambujeira do Mar e depois fomos com as miúdas para um Hotel em Peniche. 

diariodeumateresaroquetteferias2014

quarta-feira, 22 de julho de 2015

O ANIVERSÁRIO

Sexta-feira fui desenfreada para casa tratar de tudo, adiantar o mais que podia (para a festa de sábado) porque sendo almoço volante, é preciso muitas mais coisinhas e coisinhas. Fiz tudo com muito gosto, mas com muito sacrifício… Decidi fazer também um tabuleiro de arroz de pato para servir, uma vez que se pode comer apenas de garfo na mão e dá sempre jeito neste tipo de almoços. Ás 2h00 da madrugada estava a desfiar patos e quase a desmaiar de cansaço. Terminei a tarefa e depois… passei uma meia hora difícil entre suores, cólicas acabando por vomitar. A Princesa dormia e o Principesco não estava em casa. Consegui deitar-me e dormir e sábado acordei desnorteada mas determinada a terminar a tarefa.

A festa correu muito bem e toda a gente adorou, assim do que me lembro fiz:

SALGADOS
. palmiers de queijo e fiambre polvilhados com parmesão e orégãos;
. folhados de salsicha;
. fritei rissóis e croquetes (das poucas coisas que comprei feitas e foi só fritar);
. profiteroles recheados de patê de lagosta;
. patê de atum;
. presunto; paio;
. queijos vários (da ilha; amanteigado; e outros);
. azeitonas pretas temperadas e azeitonas verdes recheadas;
. batatas fritas;
. pão rústico; tostas;
. uma taça com tomates cherry de cacho MARAVILHOSOS;
. salada de rúcula, agrião e tomate cereja (amarelo);
. salada de polvo (pedi à sogrinha para levar);
. bola (acabei por ter 2 pessoas que me levaram bola)
. Para finalizar, um tabuleiro de ARROZ DE PATO (foi todo e não tiramos foto!!!)

Tenho algumas fotos, mas seleccionei uma de cada basicamente! 


DOCES
. cheesecake com compota de frutos vermelhos (fiz tudo, compota inclusive);
. gelatina de  morango;
. leite creme queimado servido em ramequins;
. mousse de chocolate (a minha amiga levou)
. 1 taça de uvas brancas;
. e finalmente o BOLO DE ANIVERSÁRIO.

Com imensa pena minha, a minha imaginação para decorar o bolo não estava ao rubro por isso optei pelo simples, branquinho, com 3 morangos em cima.


A festa terminou por volta das 18h00, porque uns iam jogar futebol; outros para os Marés Vivas; as meninas lavaram da festa e depois a meu tempo, arrumei tudo no sítio, limpei a cozinha e terminei ás… 22h00! 







DESCANSOOOOOOOOOOOOOOOOO… da guerreira (isto foi durante o almoço a comer arroz de pato, deve ter sido quase a única coisa que comi...)


Amanhã conto o resto, o bom e o menos bom!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

EU, Festa // ELE, MARÉS VIVAS (é mesmo vadio lol)

Ora bem… amanhã é dia de festa e ontem consegui adiantar algumas coisas que congelei e no dia é só levar ao forno ou empratar. Fiz um cheesecake (a compota só é posta amanhã); gelatina; folhados de salsicha e uns palmiers de queijo e fiambre (que foram directamente para o congelador).

Mais logo vou adiantar o que puder e sendo que o Principesco vai para o Marés Vivas again, estou por minha conta, peso e medida. Posso fazer as jarras de flores; tratar da disposição da mesa; tirar talheres do faqueiro, etc. Aquelas coisas que demoram a fazer e no fim, parece que não fizemos nada. LOL Mas esta é a ideia que gosto de passar aos convidados, é que tudo apareceu feito, sem trabalho; sem sujar louça; sem fazer lixo, etc. Sempre fui assim e enquanto puder, hei-de continuar a ser.

De resto continuo a morrer de cansada; enjoada e com cara de enjoada (tipo songa monga choca, quer-me parecer,  ahahahahahah) e a simples ideia de caminhar até casa é uma tortura. Também perdi peso (de manhã pesava 51,1kg) mas deve ser do enjoo que me tira a fome a meio da manhã e a meio da tarde… Mas, se não estiver enjoada é ver-me comer LOLOLOL Hoje aumentei a dose do protector gástrico a ver se a coisa melhora mais depressa… Haja paciência. Tudo isto por causa dos nervos, do stress! Sou uma stressadinha, essa é que é essa.


Despeço-me com votos de um excelente fim-de-semana!

quinta-feira, 16 de julho de 2015

PROBLEMA DE EXPRESSÃO

Sabem aquela música ‘Problema de Expressão’?

(…) O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu. (…)


Cada vez mais acho que sofro mesmo desse mal… 

CrossFit

Bons dias, já ouviram falar nesta modalidade? Estou certa que sim. Há uns dias encontramos uns amigos do Principesco e ambos estão viciados nesta ‘coisa’ e falaram nisto com um brilho nos olhos que deixa qualquer um em alerta! Ontem estávamos no El Corte Inglês e o Principesco encontrou uma amiga (linda de morrer, com um ar super doce, sempre lhe achei imensa piada, com um corpo lindo, etc… estão a ver, daquelas que até a nós nos deixam embasbacadas note-se que eu prefiro gaijos, tá?). Bem, ela já fez andebol nos tempos de escola, não sei se também nos tempos de faculdade e no verão pelos vistos pratica sempre esta modalidade já quase na condição de veterana! Além disso, faz surf; padle e agora também faz cross fit. Falou um bocadinho dos treinos e do espirito de equipa e mais uma vez, fiquei com a pulga atrás da orelha.

Estive entretanto a pesquisar na net e li algumas coisas que me interessaram:
“Mesmo quem nunca frequentou ginásios ou alcançou grandes resultados com a prática desportiva, “encontrou no CrossFit algo que o motiva a treinar”. Ora eu sou um perfeito exemplo de quem nunca viu grandes resultados no ginásio, o que sempre me levou à desmotivação!

‘O CrossFit adapta-se às necessidades e limitações de cada atleta e ajuda-o a atingir os objetivos a que se propõem. “Eu conheço todos os meus clientes pelo nome e pelo feitio”, afirma o coach. Acho verdadeiramente importante este tipo de acompanhamento e este conhecimento.


Bem, não vos maço mais, podem ler mais coisas aqui! Descobri que fica a 1km de minha casa… Vou ponderar fazer 1 aula grátis para experimentar.


quarta-feira, 15 de julho de 2015

PULSAR, a prenda; O Bolo

Há 20 anos que o Principesco não usava relógio. Era muitas vezes motivo de chacota por parte dos nossos amigos, que dizem que homem que é homem, USA relógio. Eu também estive mais de 10 anos sem usar, até ao dia em que ele me ofereceu um. Posso dizer que já não sei andar sem ele e se por acaso me esquecer, sinto-me despida.

Todos os anos é uma dor de cabeça pensar na prenda, e este ano decidi fazer o investimento e oferecer-lhe um. É lindo e fica-lhe a matar, mas acredito que vá ter dificuldades em se adaptar, é certo.

Ora digam lá se não é um must:

O dia ontem foi tranquilo; o Principesco convidou-me para almoçar e à noite fomos jantar fora com as Princesas. Depois do jantar foram lá a casa os pais dele, irmão, tia, primas e namorado da prima. Servi um bolinho e abrimos champagne. Sábado vai ser a festa com a família e os amigos.

Hoje estou mesmo Knock Out… Acordei enjoada e cansada e literalmente arrastei-me até ao meu trabalho. A senhora da limpeza notou logo que a minha cara não é a do costume e confesso que passaria o dia esticadinha numa cama de bom agrado! Dói-me tudo, além do enjoo, até estar em pé me custa… De qualquer das formas tenho de arranjar energia q.b. para a festa de sábado, não sei bem como, mas vou conseguir (ignorando o cansaço até me conseguir render… LOLOLOLOL).

A balança hoje acusava 51,60Kg, mais baixo que o habitual, mas só noto que ando de cara enfiada... Contudo tenho comido normal! 

Amanhã é outro dia e estarei melhor, espero.


Beijosssssssssssssssss

terça-feira, 14 de julho de 2015

PARABÉNS PRINCIPESCO!

Hoje é dia de aniversário lá em casa, e o rei da festa é o Principesco! Não vou postar nenhuma foto dele, por respeito, mas não podia deixar de lhe dizer apesar de tudo, das nossas tricas e zangas e amuos que o Amo muito!

Não há casamentos perfeitos, e o nosso é daqueles que dá muito trabalho no que toca a acertar os ponteiros. Talvez por isso Deus nos tenha unido, para crescermos juntos doutra forma; para aprendermos a pedir desculpa e a desculpar; para percebermos que nem tudo pode ser à nossa maneira; para saber que há mais vontades além das nossas e que ás vezes a solução para tudo está mesmo ali ao lado e a isso chama-se ceder, de ambas as partes. PONTO.

A tua Principessa <3
Imagem daqui

Tenho dificuldades em me achar magra, reconheço!

Na semana passada, num daqueles dias que me estava mais debilitada (do estomago e da alma), uma colega abraçou-me pela cintura e disse-me ‘estás tão magrinha’. Eu?
Ontem ia pela rua e encontrei um professor meu do 12º. Ele conheceu-me redondinha mas encontramos-mos muitas vezes ao longos dos anos. Quando me viu disse-me ‘estás tão magrinha, foi por opção?’ Respondi que sim e ele logo me disse que eu era mais bonita de carinha redonda, que mais uns 3kgs não me faziam mal nenhum.

Cheguei a casa e disse ao Principesco ‘não sei como é que as pessoas me acham magrinha!’ e ele disse ‘só tu é que não vês’. É verdade, eu não consigo ver-me magrinha… magrinha estava eu há uns anos atrás que pesei entre os 47 e os 49kg. Agora estou com 52,3Kg apesar de querer, querer mesmo, ter ficado nos 51,5kg mas lá por casa não era um peso bem aceite…

A verdade é que tenho conseguido gerir bem o peso e no máximo, se tiver um daqueles fins-de-semana que começam à sexta-feira com excessos e acabam no domingo, posso perfeitamente chegar aos 53kg e aí já fico stressada. É muito fácil manter, mais do que andar a perder o kg que ganhei no fds, isso chateia-me! Mas no Verão são muitas tainadas e é mais difícil gerir (lá vou conseguindo, é certo).

O medo de voltar a engordar e perder o controle está lá, sempre presente, apesar de eu ter todas as ferramentas para que isso não aconteça. Também sei que tudo o que escrevi aos olhos de muita gente pode parecer frescura, mas se há coisa que sou é honesta, nas boas e nas más. Podia perfeitamente escrever aqui que me sinto maravilhosa nos meus 52,3kg mas isso era esconder o que sinto verdadeiramente por trás… que é o medo de voltar a engordar porque até nisso eu também sou boa! Quando fiz a LEV perdi 8kg em 40 dias e consegui em dois meses recuperá-los e mais ainda…

A nossa cabeça é que manda, e eu mantenho-me aqui a tentar manter os pés na terra. Lá por ter perdido peso, não quer dizer que seja uma batalha vencida para sempre. Há que cuidar, com amor, carinho; inteligência; determinação, etc. A mesma determinação que me atingiu quando quis perder peso…

Isto é o que eu penso… como uma espécie de machado sobre a cabeça que num dia qualquer pode cair. O meu esforço diário consiste também em manter a mente sã porque isso é o centro de tudo na nossa vida.


Gosto-vos!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Ausência; ‘Pasolini is Me’; Olga Roriz - UPDATE

URRA! Voltei!

Às vezes ausento-me por períodos mais alongados por boas causas, desta vez foi mesmo por uma força superior! Como sabem, e já referi aqui algumas vezes, sou daquelas pessoas que aparentam uma calma natural (excepto quando vou na rua de dentes cerrados e testa franzida LOL) e eu própria sempre tive dificuldade em me achar uma pessoa stressada.

A verdade é que andei doente (doente da alma e não só). O problema é que estas doenças que não se vêm, acabam por se refletir mesmo a nível físico. Os enjoos que sentia sinto já não são de agora, mas sempre associei ao meu fígado que pudesse estar mais debilitado; a minha falta de ar pensei que pudesse estar ligada ao tabaco, etc. Sexta-feira fui ao médico e fiquei a saber que estou com refluxo gástrico. Daí os enjoos, dores de cabeça, falta de ar, entre outras coisas pequeninas. Mas por agora já estou medicada e espero não demorar muito a melhorar. Tenho um exame para fazer mas não me agrada a ideia por isso, para já, vou protelar a coisa...

TNSJ, PASOLINI IS ME
De resto, este fim-de-semana foi dedicado à cultura e à casa. Sexta-feira fomos ver um espectáculo de Stand Up Comedy dum amigo nosso; sábado fomos ao TNSJ ver um espectáculo ‘Pasolini is Me’; á noite jantamos em casa da minha melhor amiga e depois fomos ao Rivoli ver ‘Propriedade Privada’, da Olga Roriz, simplesmente brutal!
PROPRIEDADE PRIVADA, OLGA RORIZ

Domingo almoçamos na sogrinha e depois estive por casa a fazer coisas! Descobri que a minha princesa é mestra em esconder a desarrumação dentro da arrumação! Sorte a dela que não estava em casa ihihihihiih.

Esta semana temos um aniversário lá em casa, o Principesco amanhã está de parabéns. Amanhã será um dia tranquilo e vamos celebrar a quatro, só no sábado é que vamos fazer um almoço de amigos. Imaginam que já ando a pensar o que fazer para o dia… Prometo não stressar muito.

Fica a promessa de regressar todos os dias como é habitual.


Beijos e abreijos e espero que estejam todos bem!

terça-feira, 7 de julho de 2015

How to describe the smile of happiness? By showing it

Amo esta foto...
diariodeumateresaroquettefotosprincipesco

ALGUMA BRUXA ME/NOS VIU

Sabem aqueles dias em que tudo corre mal? Ontem tive um dia desses…

Há dois anos tive uma saga com a Meo e depois de achar que estava resolvida, eis que recebo um sms a dizer que tenho uma dívida com eles. Ontem recebi um email a falar noutra dívida, outro montante… Estou a ganhar coragem para enfrentá-los mais uma vez porque há dois anos quase me levaram à LOUCURA.

Cheguei a casa e tinha deixado frango a descongelar: 1 peito de frango numa embalagem mais 2 pernas de frango noutra. As pernas de frango estavam estragadas, pelo que fiquei apenas com 1 peito de frango para fazer jantar para QUATRO!

Imagem daqui
Estou a adiantar o jantar e eis que cai 1 frasco de cima do armário e se parte em 1000 pedaços! Cacos apanhados e peço à princesa mais velha para segurar no apanhador… Desajeitada, deixa cair o dito e os 1000 pedaços, transformaram-se em 1500. No meio disto tudo a princesa mais nova estava descalça na cozinha; a mais velha de chinelos de dedo, etc.

O que estava preparado no tacho para cozinhar foi para o lixo, uma vez que tinham voado vidros pela cozinha e não podia correr o risco de cozinhar alguma coisa que pudesse ter vidros! salvei o peito de frango que estava protegido, LOL.

A arrumar a louça verifico que uma das minhas taças preferidas está partida (partiu-se sozinha), para meu desgosto. Lavo a louça do pequeno-almoço e cai-me um copo na banca que se partiu imediatamente! Mais um.

SOCORRO… o que mais me irá acontecer? Esperem…

As princesas estavam cansadas da praia, para animar a festa, há que implicar uma com a outra! É preciso por ordem na casa e nelas. Refilam por arrumar a louça; refilam por pôr a mesa; refilam porque uma faz barulho e incomoda a outra; refilam porque não têm espaço para estender as toalhas numa marquise com 7mts de comprimento e 14mts de cordas………

HELP…

Comida na mesa e tudo tranquilo… PAZ! Esperem… mais uma discussão à mesa para animar o serão!


O que mais me irá acontecer? Nada, felizmente… o resto da noite correu com tranquilidade… UFA

Famílias numerosas tem disto, quando alguma coisa corre mal, é transversal a TODOS! LOLOLOLOLOL

segunda-feira, 6 de julho de 2015

Um Ritmo Perfeito

Mais um fim-de-semana passado, com lugar para tudo!

Sábado à tarde fui ao cinema com as Princesas e vimos o filme ‘Um Ritmo Perfeito 2’. Eu gostei, elas adoraram. À noite jantamos num restaurante perto de casa e depois fomos ver o fogo do S. Pedro (na Afurada). Não fomos para Gaia porque a confusão era imensa, pelo que estacionamos perto da porte da Arrábida do lado do Porto e vimos perfeitamente.



Domingo de manhã arriscamos ir até à praia mas o vento era tanto e tão frio que depois de 10 minutos sentados na areia foi só levantar e sair. Abancámos numa esplanada mais à frente e como estávamos resguardados, estava-se muito bem. Para o almoço grelhamos umas douradas e depois deu para descansar no sofá. Eu estive a ver um filme com elas enquanto o principesco dormia e depois foi mais do mesmo.

Confesso que estes dias/semanas ando mais para lá, que para cá! Sinto-me cansada a precisar de férias e pensar que ainda falta tanto…

Entretanto sinto que me falta algo, como sabem troquei o ginásio pela dança há poucos meses e adoro a dança mas falta-me a parte do desporto. Nestas coisas sou como as miúdas, num dia quero uma coisa e no outro dia quero outra. Logo tenho uma ‘reunião’ marcada no Solinca do Dragão para saber quais as condições, preços, etc. Gostar, gostar, era ficar com tudo mas vou ter que pensar bem e gerir as coisas da melhor forma. Independentemente de tudo hoje só vou saber preços mas que me falte a componente física e mental, falta!


E vocês? Tiveram um bom fim-de-semana? 

quinta-feira, 2 de julho de 2015

O QUE SABEMOS SOBRE O AMOR? #1

Os anos passam, envelhecemos, e algumas das coisas dadas como certas, deixam de o ser a partir duma determinada idade. Desde miúda que sonhei com um casamento de princesa e uma família numerosa. Algumas das coisas realizaram-se mas a minha primeira relação terminou ao fim de 18 anos. Nessa altura desacreditamos no amor, na vida a dois e concentramo-nos nos filhos, na minha única filha neste caso.


Em Fevereiro de 2011 voltei a encontrar o Amor. Um novo Amor, que cresceu a pouco e pouco; que já me trouxe muitas alegrias e momentos de felicidade; um amor que me permitiu ganhar novos amigos; que fez a minha família crescer com a dele; um amor que deu um novo sentido à minha vida.

(to be continued)

quarta-feira, 1 de julho de 2015

O QUE FAZER PARA JANTAR?

Não tenho falado muito de comida, mas andamos sempre de volta do mesmo. Aliás, o período que antecede as férias é quase tortuoso pensar ‘no que fazer para jantar’. Sentem isso? Sentem-se esgotadas de ideias? Eu sinto!

Lá por casa temos optado pelo peixe, vejamos a ementa dos últimos dias:
. Pargo mulato assado no forno;
. Bacalhau assado na brasa;
. Peixe-espada (frito em azeite);
. Sardinhas;
. Petinga.

Entre isto intercalamos uns bifinhos de peru e umas costeletas de vitela. Como acompanhamento tenho feito saladas; pimentos assados no forno desde que experimentei, não quero outra coisa, excepto no sábado ao almoço que fiz um arrozinho de tomate malandro para acompanhar a petinga. Há coisas inseparáveis e esta é uma delas! A minha mãe agradece e o Principesco também. Por falar em mãe, ela está quase, quase de partida para casa da mana mais velha e já me deixa saudosa. Os primeiros dias depois dela ir, custam-me imenso; custa-me chegar a casa e não estar lá ninguém; custa-me não dizer a frase ‘Mãe, cheguei’ e ter a resposta ‘eu cheguei primeiro J’, etc. Enfim, a vida custa…


Hoje não tenho de pensar no jantar, há que aproveitar o que sobrou do dia anterior!

Até amanhã e bons cozinhados!

SAN ANDREAS / ALL ABOUT EVENTOS

Fomos ao cinema no fim-de-semana, embora não houvesse nenhum filme que me seduzisse assim à partida mas vistos os horários, optamos pelo ‘San Andreas’. A sinopse diz-nos assim:
“Depois de a conhecida falha de San Andreas ceder, desencadeando na Califórnia um sismo de magnitude nove, um piloto de helicóptero de resgate e salvamento (Dwayne Johnson) e a sua ex-mulher (Carla Gugino) fazem juntos o caminho de Los Angeles até São Francisco para salvar a sua única filha. Mas esta arriscada viagem é apenas o início. E quando eles pensam que o pior já passou... está, na verdade, a começar.”

E não é que é mesmo? No fim do filme o Principesco só dizia que devia ter a mão dele pisada de tantos apertões que lhe dei! É um filme que nos deixa em stress do início ao fim, mas por mim, valeu a pena!

O fim-de-semana foi de agenda cheia, com espaço para idas à praia; jogo de futebol do Principesco; tempo com os amigos; almoço nos sogrinhos; passeios na baixa (onde acabamos por ver 1 concerto dos HMB nos Clérigos e parte do espectáculo “Porto, Granito e Sonho”, no âmbito do projeto Locomotiva e a Ace Escola de Artes-Teatro do Bolhão) e no Domingo à noite fomos à Madalena ao Tappas Caffé comer uma francesinha em forno de lenha (recomendo) e depois demos um passeio pela Afurada, em clima de Festas de S. Pedro.


Ontem foi dia de aula de dança indiana e depois juntei-me (finalmente, depois de 3 semanas fora LOL) aos All About Eventos. Saí de casa derreada para a aula, entrei em casa com uma energia que deixou sem ponta de sono até às 2h00… Vá-se lá perceber LOLOLOL

sexta-feira, 26 de junho de 2015

PRAIA

Quer-me parecer que se quiser repetir a proeza, tenho de ir passar o fds ao Alentejo! LOLOLOL



QUADRO DE EXCELÊNCIA E MÉRITO

Ontem fui à escola buscar as notas da minha Princesa. Já sabia que ela estava no quadro de excelência, ela tinha-me dito que tinha tirado classificação 5 a oito disciplinas, mas quando recebi a folha pus-me a contar e não foi a oito, mas sim a nove! Tão linda…

Nisto ela lê: aluna proposta para o quadro de Excelência e Mérito!


Quando saímos da escola eu disse-lhe: vês o quanto valeu eu ter sido chata contigo no início do ano? Ter-te dito que o 8.º ano era um dos mais difíceis e que tinhas de começar a estudar muito antes dos testes? Valeu a pena ou não? Ela concordou, agradeceu e fez-me sentir a melhor mãe do mundo.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

500 MIL PESSOAS

500 MIL PESSOAS, foi o número estimado de pessoas que circularam no Porto para celebrar o S. João. Eu cá acho pouco, para a quantidade de gente que vimos!


Lá em casa foi tranquilo, comemos bem, sem pressas, e tudo nos soube bem, excepto o caldo verde que literalmente me esqueci! LOLOLOL Lembrei-me quando estávamos a levantar a mesa e ai já não conseguíamos comer mais nada!

De entradas servimos chouriço assado; queijo; patê, azeitonas, pão e broa! Bebemos Gin, Porto tónico e limonada com as entradas e depois bebemos vinho! O Principesco assou umas costelinhas, cochinhas de frango e uma costeleta de vitela para o sogrinho que não gosta de ‘ossos’ LOLOL. Servi batata cozida, salada de pimentos (assados no forno e maravilhosos) e terminamos com as sardinhas! Foi um daqueles dias em que a comida nos sabe pela vida! Estivemos à mesa a conversar até tarde e no fim lá fui arrumar a cozinha. À meia-noite (não deu tempo de ir ver o fogo) fomos com a Princesa mais nova ao jardim lançar um balão e depois de a deixarmos em casa fomos para a baixa!
Estava defeituoso mas SUBIU!!!

Isto era só ao fundo de 31 de Janeiro...
Na baixa do Porto era a verdadeira loucura, não me lembrava de algum dia ver tanta gente junta onde se tornava difícil, MUITO difícil circular. O que é certo, é que acabamos por conseguir fazê-lo, fomos até Miragaia (um mundo de gente); regressamos com paragem no jardim em frente ao palácio da bolsa para lançar mais um balão; fomos até à Praça da antiga cadeia da relação (onde deu para andar nos carroceis); Clérigos; Rua das Galerias, etc. Havia música em todo o lado; gente em todo o lado; copos em todo o lado; garrafas partidas em todo o lado… tudo MUITO e até bem tarde.
 
Watti? LOLOLOL

Miragaia

Nós chegamos a casa às 6h00 apenas porque o Principesco estava mal disposto, ele acha que teve uma espécie de paragem digestiva, senão teríamos chegado às 9h00. Para o ano há mais! Uma vez que não vi o fogo do S. João, não posso perder o fogo do S. Pedro que é já para a semana!


Deixo-vos com algumas imagens (são poucas, mas foi o que consegui).